web analytics
livros

Resenha: Para de Se Odiar

Livro: Para de Se Odiar
Autoria: Alexandra Gurgel
Editora: Best Seller
Rating: [rating=5]
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Alexandra Gurgel, criadora do canal Alexandrismos no Youtube, é conhecida por abordar em seus vídeos temas como autoaceitação, o movimento body positive, autoestima, relacionamentos e a luta contra a gordofobia. Em Pare de se odiar a autora tem como objetivo ajudar suas leitoras a trilharem o caminho do amor-próprio e o da construção de uma autoimagem mais positiva, entendendo como a sociedade em que vivemos interfere diretamente na relação que temos com o nosso corpo.
Alexandra, que tem sido uma das vozes mais atuantes do movimento body positive no Brasil, traz no livro uma mensagem honesta e acolhedora, a partir de sua experiência pessoal para mostrar que amar o próprio corpo é, de fato, um dos atos mais revolucionários deste século.


Capa & Diagramação

Alexandra sempre poderosíssima em todas as phoshoots (veja mais fotos lindas no instagram dela). Gosto como a capa me lembra uma capa de revista. A diagramação interna é boa mas achei a letra um pouco pequena.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

As leituras deste ano estão sendo tão incríveis para mim! Quando eu achei que minha lista de favoritos já tinha se esgotado li mais esse (ou melhor devorei mais esse!).

A Alexandra resolveu abrir o verbo Em Pare de Se Odiar e falou sobre milhões de coisas que rondam a minha cabeça por anos. O legal é que ela não apenas apresenta soluções mágicas. Ela está na luta junto com o leitor e apesar de ser toda linda e bem resolvida também tem os momentos de fraqueza e insegurança. Esse tipo de mensagem: “Estamos todo mundo na mesma” cria um laço e uma identificação sem igual com quem está lendo.

Eu já tinha visto alguns vídeos da Alexandra no YouTube mas acredito que no livro ela consegue sintetizar em um único lugar e de forma simples e organizada vários assuntos relevantes. Eu concluí a leitura bem rapidamente mas tive que parar e digerir certos assuntos, aplicá-los à minha realidade e pensar sobre eles.

“Aceitar-se não é conformismo, é olhar para si mesma todos os dias e ver que você tem valores, capacidades e uma vida inteira pela frente. A necessidade de se aceitar é quase que uma prerrogativa para começar a viver.”

Engana-se quem acha que ela só fala de gordofobia no livro. Pelo contrário, até demorou bastante para chegar nesse assunto. Acontece que para falar de gordofobia ela introduz sua própria história, fala dos hábitos da sociedade brasileira, sobre feminismo, sobre patriarcado, sobre padrões de beleza e sobre a constante insatisfação do ser humano com relação à sua aparência.

A principal mensagem (dentro milhões de mensagens poderosas e importantes desse livro) é que todos nós somos seres passando pelo processo de auto aceitação e desenvolvimento do amor próprio. A sociedade na qual estamos inseridos molda os indivíduos para serem insatisfeitos com tudo e, cabe a cada um de nós, lutar diariamente para mudar esse mindset. Vista o que você quiser, faça as coisas que gosta e não siga o bando sem se questionar.

Sinto que ainda vou pensar e falar sobre esse livro por um longo tempo. Talvez até quando ela lançar o próximo (cruza os dedos). É impossível não admirar a autora pela sua estória de vida e pela maneira simples e organizada com a qual ela faz sua explanação. Estou muito apaixonada pela obra e muito grata por ter tido a oportunidade de lê-la. Ele sacudiu meu mundo e me fez pensar em mil coisas diferentes, mil assuntos importantes e me fez ter ideias de como melhorar a minha e a vida das pessoas ao meu redor.

Pontos positivos: simples e muito bem organizado.
Pontos negativos: muito curto, poderia ler mais e mais sobre o assunto.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *