Resenha: Eu Perdi o Rumo

Livro: Eu Perdi o Rumo
Autoria: Gayle Forman
Tradução: Mariana Serpa
Editora: Arqueiro
Rating: [rating=3]
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Freya perdeu a voz no meio das gravações de seu álbum de estreia. Harun planeja fugir de casa para encontrar o garoto que ama. Nathaniel acaba de chegar a Nova York com uma mochila, um plano elaborado em meio ao desespero e nada a perder.

Os três se esbarram por acaso no Central Park e, ao longo de um único dia, lentamente revelam trechos do passado que não conseguiram enfrentar sozinhos. Juntos, eles começam a entender que a saída do lugar triste e escuro em que se acham pode estar no gesto de ajudar o próximo a descobrir o próprio caminho.

Contado a partir de três perspectivas diferentes, o romance inédito de Gayle Forman aborda o poder da amizade e a audácia de ser fiel a si mesmo. Eu Perdi o Rumo marca a volta de Gayle aos livros jovens, que a consagraram internacionalmente, e traz a prosa elegante que seus fãs conhecem e amam.


Capa & Diagramação

Eu adoro a representação de um fio todo embolado pois acredito que isto pode simbolizar muitas coisas diferentes. Gosto também do fundo com uma representação de um mapa de Nova Iorque já que a cidade representa um papel tão importante como cenário nesse enredo.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Em Eu Perdi o Rumo, Forman soube unir as três histórias de vida com maestria e naturalidade. Além de dar um dinamismo à leitura, a autora conseguiu abordar uma grande variedade de assuntos sem perder o foco. Os três personagens explorados no enredo trazem situações de vida muito diferentes e possuem medos, culpas, objetivos e esperanças diversos. Tudo isso é desenvolvido e entrelaçado de maneira interessante e cativante.

Além do dinamismo conferido pela variedade de assuntos, a alternância entre três pontos de vista na narrativa constitui outro fator que faz a leitura “correr” bem rapidamente. São 240 páginas que passam bem depressa.

“Nathaniel sabe o que significa perder tudo. Significa, na verdade, perder a si mesmo. É a pior coisa que pode acontecer.”

O meu livro favorito da Gayle Forman continua sendo Apenas Um Dia. O estranho é que ele é o livro dela que os leitores menos gostam. Acho que li num momento em que era exatamente o que eu queria e precisava ler. Mas acredito sinceramente na qualidade daquela história. Em contrapartida, todo mundo gosta de Se Eu Ficar que eu não gostei nem um pouco!

O fio condutor de Eu Perdi o Rumo, em meio aos inúmeros acontecimentos, é o companheirismo e a amizade. Gostei da abordagem de assuntos delicados como sexualidade, problemas de relacionamento com a família e transtornos mentais. O cenário também é um plus para quem gosta de Nova Iorque. Indico a leitura para quem gosta de livros jovens, com assuntos e pertinentes tratados de forma leve.

Pontos positivos: leitura leve, temas pertinentes, indicada para amantes de Nova Iorque.
Pontos negativos: a escrita da Gayle Forman é muito crua e carece sonoridade.

By Evelyn

Viciada em farinha láctea, cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *