web analytics
livros

Resenha: A Gaiola Dourada

Livro: A Gaiola Dourada
Autora: Vic James
Editora: Galera
Rating: [rating=3]
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Em uma Grã-Bretanha distópica, além da riqueza e dos títulos, os membros da nobreza também possuem habilidades mágicas, como cura acelerada, leitura de mentes e controle da natureza. Os privilégios não terminam aí: todo plebeu deve servir à nobreza por dez anos. Não há como escapar. Abi Hadley pensou que estaria fazendo um favor a sua família quando os inscreveu para cumprir seus dias de escravidão na residência da Família Fundadora, mas a garota mal sabia dos horrores que estavam por vir. Já seu irmão, Luke, acaba sozinho em uma das cidades mais brutais para os escravos. Tanto Abi quanto Luke precisarão se adaptar a suas novas realidades, ou, quem sabe, se tornar aliados na luta pelo fim dos privilégios de uma elite que busca cada vez mais poder. Enquanto isso, o mais jovem aristocrata da Família Fundadora conspira para moldar o mundo à luz de seu dom sombrio, e os dias de escravidão podem ser apenas o início de algo muito mais cruel.


Capa & Diagramação

A capa destaca a ilustração simples com o uso de um acabamento que faz com que a gaiola realmente seja dourada. Eu adoro a simplicidade e a elegância dessa capa. Gosto da combinação de cores e fontes e achei tudo na medida certa.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

A premissa do livro me deixou muito animada! Ela promete unir várias coisas que eu adoro na literatura que são: Grã-Bretanha, distopia, nobreza versos civis e magia.

O livro segue aquele mesmo esquema já bem popular de intercalar o ponto de vista dos personagens em cada capítulo. Isso, mais uma vez, confere uma dinâmica bem interessante e acaba acelerando o ritmo de leitura.

O meu ritmo de leitura contudo foi bem lento. Eu simplesmente não consegui me habituar a escrita de Vic James. Achei que era um bloqueio ou alguma ressaca minha ou talvez problemas com a tradução e acabei “descolando” a versão original da obra. Mesmo com a versão original a leitura não fluía para mim.

“Cumpra seus dias de escravo muito velho, e jamais sobreviverá. Cumpra seus dias de escravo muito jovem, e jamais se esquecerá.”

O enredo é desenvolvido em dois núcleos: a casa da nobre Família Fundadora onde Abi Hadley, seu pai, sua mãe e sua irmã mais novas foram cumprir seus dez anos de escravidão e a cidade escrava onde Luke que foi separado de sua família é enviado para cumprir o mesmo período como escravo.

De início eu queria descobrir mais sobre os mistérios dessa família e como os três membros da família Hadley iriam se virar por lá. E tinha consciência que a casa poderia ser um lugar tão perigoso quanto a cidade escrava. Porém a trajetória de Luke, suas aventuras e as pessoas que ele conhece na cidade conferem muito mais emoção a leitura.

Apesar de não ter me adaptado a escrita de James e de não ter me sentido cativada pela maioria dos personagens acho que o enredo e a proposta deste livro podem fazer com que a continuação acabe dando certo pra mim. Vamos esperar pelo segundo livro da série. Eu particularmente vou aguardar algumas resenhas antes de me aventurar na próxima leitura.

Pontos positivos: bom enredo, pode agradar quem gosta de distopia e magia.
Pontos negativos: a leitura não é fluida.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *