web analytics
livros

Resenha: Asiáticos Podres de Ricos

Livro: Asiáticos Podres de Ricos
Autor: Kevin Kwan
Editora: Record
Rating: [rating=4]
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Best-seller internacional que inspirou uma das mais aguardadas adaptações cinematográficas do ano. Quando Rachel Chu chega a Cingapura com o namorado para o casamento de seu melhor amigo, imaginava passar dias tranquilos com uma simpática família. Só que Nick não mencionou alguns detalhes, como o fato de sua família ter muito, muito dinheiro, que ela viajaria mais em jatinhos particulares do que de carro e que caminhar de mãos dadas com um dos solteiros mais ricos da Ásia era como ter um alvo nas costas. Logo, Rachel percebe que não será poupada das fofocas e intrigas. Isso sem falar na mãe de Nick, uma mulher com opiniões bem fortes sobre com quem o filho deve – ou não – se casar. Um passeio pelos cenários mais exclusivos do Extremo Oriente – das luxuosas coberturas de Xangai às ilhas particulares do mar da China Meridional –, Asiáticos Podres de Ricos é uma visão do jet set oriental por dentro. Com seu olhar satírico, Kevin Kwan traça um retrato engraçadíssimo do conflito entre os novos-ricos e as famílias tradicionais em seu romance de estreia, que já fez milhares de leitores chorarem de tanto rir no mundo todo.


Capa & Diagramação

Esse é exatamente o tipo de capa que eu gosto e que me chama atenção. O desenho é simples, sem muitos detalhes, as cores são vivas e o conjunto todo faz o leitor ficar intrigado. A diagramação interna é limpa e de leitura confortável.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Meu primeiro pensamento ao ler esse livro foi: que universo é esse? Tamanha riqueza realmente existe? As pessoas podres de ricas realmente pensam assim?

Depois de concluir a leitura e pensar um pouco as respostas que encontrei foram: é um universo bem distante e que eu não tinha conhecimento, tamanha riqueza existe sim mas nós, meros mortais nunca presenciamos tal coisa e, por último, quando você junta muito dinheiro e a cultura asiática conservadora é totalmente possível que as pessoas realmente pensem assim.

Eu fiquei um pouco intimidada pelo tamanho do livro mas o título, a capa e a premissa me seduziram a iniciar essa leitura assim que recebi o livro. Acho que demorou umas 10 páginas para eu me viciar no livro! Eu tinha vários compromissos e muitas coisas a fazer mas não conseguia deixá-lo de lado!

Asiáticos Podres de Ricos me apresentou inúmeros aspectos culturais, geográficos e monetários (hehehe!) totalmente novos para mim. Além de parte da história se passar em países asiáticos que raramente são cenários dos livros que eu leio, a riqueza exagerada das famílias foi algo, até então, novo para mim. O dinheiro não apenas não é um obstáculo na vida dessas pessoas como alimenta uma teia de relações por interesse e status bem articulada e complexa.

O ritmo ditado por Kevin Kwan é incrível! No início eu me senti totalmente perdida já que cada capítulo apresenta muitos personagens novos. Porém aos poucos tudo vai se encaixando e até as pessoas que não têm a memória tão boa (eu!) conseguem acompanhar a trama proposta.

“— Não fui criada para acreditar que o casamento deveria ser o objetivo da minha vida.”

É impossível não torcer pelo casal que todo mundo quer separar. Fazer o que se a Rachel se apaixonou com um dos caras mais ricos da Ásia sem saber?! Eu me segurei e quase consegui terminar a leitura antes de cair em tentação e assistir ao trailer da adaptação cinematográfica. Parece que vai ficar bem no tom do livro apresentando esse universo podre de rico com pitadas de romance e comédia.

Eu só não dei cinco estrelas para o livro pois achei o final corrido e muito simplista. O desfecho não acompanha a qualidade apresentada durante todo o livro e traz resoluções muito simples e rápidas que destoam completamente do resto da escrita do autor. Porém foi uma leitura deliciosa e nova para mim. Além disso, a mensagem do livro só reforça meu pensamento anterior: tudo em excesso é ruim, até dinheiro.

Pontos positivos: trama complexa, personagens bem construídos, ritmo bom.
Pontos negativos: o final é corrido e simples demais.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

Leave a Reply

Your email address will not be published.