web analytics
livros

Resenha: Ridículo Político

Livro: Ridículo Político
Autora: Marcia Tiburi
Editora: Record
Rating: [rating=4]

Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Uma investigação sobre o risível, a manipulação da imagem e o esteticamente correto. Da autora de como conversar com o fascista As cenas ridículas – e os personagens já muito conhecidos – traduzem o sentido da política em nossos dias, mas não apenas como uma bagunça feita por pessoas despreparadas para os cargos que ocupam. A deturpação serve a uma nova política, em um sentido altamente problemático: o poder é transformado em violência, e a seriedade de certos assuntos dá lugar ao cinismo. Abusadores do poder seguem sempre mais poderosos como engraçadinhos ou bufões inofensivos, muitas vezes até confiáveis, enquanto a população paga preço altíssimo por uma despolitização apresentada como o melhor dos mundos. Soltos em escala social, o fascismo, o machismo e o racismo dão o ritmo e o tom da política em nossos dias sem que pareça que algo possa ser feito. Ao introduzir a noção de “ridículo político” no debate sobre estética e política, os ensaios deste livro são uma contribuição original – e fundamental – de Marcia Tiburi para que pensemos sobre quão grave é o hábito de não tratar com seriedade as coisas políticas.


Capa & Diagramação

Adoro essa capa! Sai muito do comum dos livros da área e chama bastante atenção, tanto pelo nome quanto pelos aspectos estéticos escolhidos. A tipografia é linda e as cores são demais!

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Demorei horrores para engatar na leitura desse livro porque, para mim, o momento da leitura envolve prazer e descontração, principalmente desde que eu voltei a estudar. No início dessa leitura parecia que eu estava lendo um livro didático e posteriormente vim a descobrir que a autora é filosofa. E o livro calhou logo no momento em que eu tinha recebido um banho de matéria da disciplina de Filosofia que eu estou cursando na faculdade.

Voltei com o livro para a estante e passei várias leituras na frente, porém, acabei me forçando a pegar Ridículo Político novamente. Acredito que nessa segunda chance meu coração estava mais aberto e/ou estava mais ciente do que esperar da obra.

Eu não sei quanto a vocês mas eu sinto uma vergonha alheia tão grande quando assisto/leio qualquer notícia sobre o cenário político brasileiro atualmente que nem sei direito o que pensar. Não sei se rio, se choro, se tenho esperança ou se ter esperança é gastar energia à toa.

Em Ridículo Político, Marcia Tiburi descreve como os políticos utilizam de mecanismos para transformar uma coisa negativa em positiva, em algo a ser admirado. Eu nunca conseguiria enxergar esse ‘jogo’ de imagem caso não tivesse lido esse livro!

Gostei do fato de ela tratar dos fatos de forma bem rasgada, não poupando nomes, partidos, ações. A autora analise e passa um olhar bem mais apurado, aprofundado e filosófico de situações que eu já sabia que tinham sido ridículas mas que agora entendo o que havia por trás de tudo aquilo. Muitas vezes o uma pessoa sem noção e mentirosa produziu acidental e naturalmente uma situação ridículo. Mas várias vezes a situação foi produzida com o intuito de forjar uma imagem para o público para então conseguir atingir seu objetivo.

Todo o circo formado por tantas situação e gente ridícula junta acaba gerar uma situação favorável aos políticos desonestos: o descrédito da população em relação a política. Quando desacreditamos na nossa política, temos menos esperança, menos zelo, menos cuidado, lutamos menos para defender o que achamos certo. E confesso que eu estava nessa exata fase ao iniciar a leitura. Estava cansada, não conseguia mais guardar o nome de todos os políticos corruptos e ligá-los aos seus respectivos crimes.

“Uma covardia diante da crítica cria as condições para uma cultura em que a falação de merda é tratada como normal e a ridicularização é cada vez menos percebida.”

Ainda não consigo guardar essas informações mas, agora, que seu meu desânimo é fruto do jogos dessas pessoas desonestas, tenho uma relação diferente com a minha esperança e com a minha vontade de lutar por um país melhor.

Não vou te dizer que Ridículo Político é uma leitura leve e relaxante mas pode mudar sua relação ou, pelos menos, aprofundar seus conhecimentos com o cenário crítico da política brasileira.

Pontos positivos: análise mais detalhada e com a ótica de pesquisadora e filosofa sobre o atual cenário político brasileiro.
Pontos negativos: às vezes parece leitura didática e, por isso, para mim o livro foi massante e cansativo em alguns momentos.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

2 Comments

  • Camila FariaNo Gravatar

    Oi Evelyn, eu tenho curiosidade em ler o Ridículo Político, acho a linha de pensamento da Marcia Tiburi bem interessante. Você já leu o Como Conversar com um Fascista? Parece que é bem interessante também (eu só li algumas partes). Um beijo!

  • ClayciNo Gravatar

    Eu vi algumas resenhas desse livro e no começo virei a cara, porém eu fiquei com vontade de ler para entender a linha de pensamento da Tiburi. As fotos ficaram lindas!

    Beijos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *