web analytics
livros

Resenha: Anita

Livro: Anita
Autor: Thales Guaracy
Editora: Record
Rating: [rating=4]

Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Um romance sobre coragem, um romance sobre Anita Garibaldi. Neste romance repleto de beleza literária e cores realistas, tão chocante quanto maravilhoso, tão particular quanto universal, Thales Guaracy olha Anita pelos olhos de Giuseppe Garibaldi, a única pessoa que testemunhou por completo a vida da revolucionária. E assim desvenda e nos apresenta, com estilo único, pessoal e emocionante, a mulher que se atira sozinha sobre o exército inimigo; que corta os cabelos do marido por ciúme e o ameaça com um par de pistolas; que abandona os próprios filhos entre desconhecidos para atravessar um país conflagrado, escondida sob as cartas de um carro de correio, até uma cidade sitiada. E que aprendeu que “as causas perdidas são as mais certas”, tornando-se uma das mais extraordinárias personagens da história, considerada a “heroína de dois mundos”, precursora e símbolo do feminismo, representação de mulher forte e independente.


Capa & Diagramação

Essa é, sem dúvida, umas das capas mais bonitas da minha estante! Amei a simplicidade e achei super impactante. A diagramação interna é limpa e o livro não possui quebra de capítulos.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Eu não sei se vocês lembram mas esse livro entrou na minha TBR da Maratona Literária de Inverno e eu achei que estava arassando porque ele era bem curto e eu leria rápido. De fato eu li rapidamente porém a leitura demorou a engatar para mim. Resultado, li umas 30 páginas e só terminei depois que a maratona já tinha terminado.

Isso se deu parte porque Outlander #4 entrou no caminho sem pedir licença e parte porque eu não simpatizei muito com a moça em questão.

A escrita do Thales Guaracy é indiscutivelmente deliciosa de ler e isso salvou o livro para mim. Minha dificuldade com a história apresentada é de cunho inteiramente pessoal já que eu não consigo me identificar com pessoas extremamente aventureiras e, por vezes, inconsequentes e não consigo entender porque as pessoas têm uma sede e uma paixão tão grande por guerras.

As motivações de Anita para sair por aí com Giuseppe Garibaldi são bem convincentes e gostei de saber melhor sobre o início de sua história. Porém o amor que esses dois personagens têm pela guerra e como eles sempre procuram conflito, por vezes colocando a vida de seus próprios filhos no meio dos combates é realmente bem difícil para mim, uma leitora vivendo em 2017, aceitar. Quando uma guerra acabava eles logo se metiam em outra. Eu sei que tenho que aceitar o contexto histórico mas foi tudo muito estranho para mim.

Tais fatos não me impediram de ter uma boa leitura mas acredito que uma parte da experiência não se completou para mim. Aquela parte de entrar na história e se sentir próxima ao personagem. Geralmente eu não preciso me identificar com o personagem para que isso aconteça mas os personagens dessa história eram tão estranhos para mim que eu não consegui ultrapassar a barreira das páginas. O enredo é ótimo e a escrita é uma preciosidade mas durante toda a leitura eu me senti uma leitora segurando um livro. Isso já aconteceu com vocês?

“Com Anita, Giuseppe não precisava abandonar seus sonhos, porque eram os sonhos de ambos. Um dia, tudo poderia acabar com uma bala qualquer, mas toda vida acaba um dia, de uma forma ou de outra; seria melhor, nesse dia, que tivesse vivido plenamente.”

Entre terminar esse livro e fazer a resenha eu li A Casa das Sete Mulheres, o que acabou reafirmando algumas opiniões que eu tinha e me levando a repensar algumas outras. Em breve conta para vocês o que achei das duas histórias interligados pelo Giuseppe.

O saldo da leitura é de que vale muito a pena pela qualidade da escrita desse autor. Você pode se deixar seduzir pela história sem que alguns valores de cunho pessoal o impeçam de entrar no clima como no meu caso. De qualquer maneira foi uma delícia ver a língua portuguesa usada de maneira tão poética. A sonoridade e o ritmo das frases desse livro são incríveis. Eu leria qualquer outra coisa escrita por esse autor!

Pontos positivos: equilíbrio perfeito de ritmo e poesia contando uma história de amor, aventura e guerra.
Pontos negativos: é difícil ver o amor que os personagens têm com a guerra.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

2 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *