web analytics
livros

Resenha: As Primeiras Quinze Vidas de Harry August

Livro: As Primeiras Quinze Vidas de Harry August
Autora: Claire North
Editora: Bertrand Brasil
Rating: [rating=5]

Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

O livro mais intrigante que você pode achar sobre o ciclo da vida

Certas histórias não podem ser contadas em uma única vida. Harry está no leito de morte. Outra vez. Não importa o que faça ou que decisões tome: toda vez que ele morre, volta para onde começou; uma criança com a memória de todo o conhecimento de uma vida vivida diversas vezes. Nada nunca muda… até agora. Ele está perto da décima primeira morte quando uma garotinha de 7 anos se aproxima da cama: “Quase perdi você, doutor August. Eu preciso enviar uma mensagem de volta no tempo. O mundo está acabando, como sempre. Mas o fim está chegando cada vez mais rápido. Então, agora é com você.” Este livro conta a história do que Harry faz em seguida, do que fez antes, e do que faz para tentar salvar um passado inalterável e mudar um futuro inaceitável.


Capa & Diagramação

Vi algumas versões de capa desse livro por aí e apesar de gostar das outras essa é a minha preferida. A imagem da capa escolhida pela Editora Bertrand brasil dá a entender que as várias vidas são várias camadas diferentes e foi essa a impressão que eu tive da história eu ler sobre os vários momentos do personagem principal. A diagramação interna é bem comum, limpa e de leitura confortável.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Uau! Esse livro passou por mim como um trator! Primeiro porque não dá para largar essa história, segundo porque tem um ritmo alucinante e terceiro porque te surpreende do começo ao fim.

As Quinze Primeiras Vidas de Harry August é um dos melhores livros que eu li ultimamente pelas razões citadas acima e por alguns outros aspectos. Eu estou super empolgada no momento em que estou escrevendo essa resenha então eu espero que eu consiga colocar em palavras porque eu curti tanto essa leitura.

Eu gosto de livros/filmes sobre viagem no tempo porém geralmente eles dão um nó na minha cabeça. Nesse caso, a autora Claire North teve uma sensibilidade enorme de expor os fatos aos poucos, num ritmo confortável e que não deixa o leitor perdido. O conceito de viver a mesma vida várias gera tantas possibilidades e adorei as direções escolhidas pela autora para o enredo principal.

Os principais personagens (não vou citá-los para não dar spoiler), principalmente o Harry August, são muito consistentes, bem construídos e sedimentados. É incrível vê-los persistirem nos mesmos erros ou se adaptarem ao longo das várias existências. Isso fez com que eu me perguntasse sobre qual seria meu comportamento e o das pessoas que eu conheço caso tivéssemos a oportunidade de repetir nossa existência. Apesar de fantasioso, o livro abordar as situações de uma maneira crua e realista. A autora até mesmo insere alguns fatos que realmente aconteceram ao longo da história. Isso traz uma aproximação incrível entre o universo criado e a realidade que a gente conhece. Eu, como amante de fantasia, amo isso!

“Não existe sentimento de perda, se você não consegue se lembrar do que perdeu. Pessoalmente eu sinto uma grande sensação de alívio. Você apaga as cicatrizes da sua vida anterior, assim como suas memórias. Apaga a culpa. Não digo que vivi uma vida pela qual devo me sentir culpada, claro; é só que, quando pergunto a respeito do assunto aos meus colegas, o silêncio deles não me parece um bom prenúncio das coisas que não consigo lembrar.”

É incrível participar da trajetória do personagem principal na sua busca incessante de explicações para sua situação por meio da ciência e da religião. E ainda sim, a cada morte, ele volta para sua forma de criança em que vai lembrando aos poucos tudo que viveu antes.

O personagem amigo de Harry é o meu favorito pois ele é cativante, imprevisível, instigante e deu um ritmo maravilhoso ao enredo. A todo o momento eu queria realmente descobrir qual era a do cara. De que lado ele estava e qual era seu objetivo maior? Essas perguntas mexem com a cabeça do leitor a todo momento!

O livro é bem grossinho mas o ritmo dinâmico fazem a história passar super rápido. Indico muito para os amantes de fantasia, para quem gosta de viagens no tempo ou, simplesmente, para quem curte uma história bem escrita. As Primeiras Quinze Vidas de Harry August promete agradar todos os leitores!

Pontos positivos: bom ritmo, leitura intrigante e rápida.
Pontos negativos: não indico para quem não gosta de viagem no tempo ou a temática de viver a mesma vida mais de uma vez, segunda chances e etc.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *