web analytics
livros

Resenha: Bom Dia, Verônica

Resenha: Bom Dia, Verônica

Livro: Bom Dia, Verônica
Autora: Andrea Killmore
Editora: Darkside Books
Rating: [rating=4]
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Em “Bom dia, Verônica”, acompanhamos a secretária da polícia Verônica Torres, que, na mesma semana, presencia de forma chocante o suicídio de uma jovem e recebe uma ligação anônima de uma mulher desesperada clamando por sua vida. Com sua habilidade e sua determinação, ela vê a oportunidade que sempre quis para mostrar sua competência investigativa e decide mergulhar sozinha nos dois casos. No entanto, essas investigações teoricamente simples se tornam verdadeiros redemoinhos e colocam Verônica diante do lado mais sombrio do homem, em que um mundo perverso e irreal precisa ser confrontado.

Andrea Killmore compõe thrillers como os grandes mestres, e sua experiência de vida confere uma autenticidade que poucas vezes encontramos em suspenses policiais, vibrante e cruel — como a realidade.


Capa & Diagramação

Combine essa capa com a ideia de serial killer e de caixas. Dá até um frio na espinha, né? Essa capa, com certeza, me chamaria atenção numa livraria. Achei discreta e intrigante! A diagramação interna é bem no estilo Darkside que você já conhece (e ama!).

Resenha: Bom Dia, Verônica

Resenha: Bom Dia, Verônica

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Alguém tinha que ter filmado minha cara quando recebi esse livro. Achei bonitinho até ver que tinha meu nome escrito. Depois de ter congelado numa expressão de puro terror eu ri bastante hahaha! A Darkside sempre me surpreendendo!

Solicitei Bom dia, Verônica porque amei o fato da editora estar apoiando cada vez mais os autores nacionais. A escrita da Andrea Killmore é uma delícia! Ela tem muita habilidade de deixar claro que o enredo se passa no Brasil mas sem perder aquele ar da literatura policial que a gente gosta lá de fora. Eu nem sabia que isso era possível antes de ler o trabalho dela. É incrivelmente prazeroso ler uma história que claramente se passa no Brasil, com vários elementos do nosso universo e cotidiano ser executada de uma maneira tão primorosa. Em nenhum momento eu senti que os elementos da nossa cultura ficaram forçados ou fora de lugar.

Resenha: Bom Dia, Verônica

Resenha: Bom Dia, Verônica

Verônica é uma escrivã da polícia que decide sair e investigar um caso de provável abuso contra uma mulher que veio pedir ajuda ao seu chefe e acabou se suicidando. Ela não conseguiu simplesmente assistir a falta de interesse e vontade de seu chefe de investigar esse caso e decide pesquisar o caso por conta própria.

Em meio a tudo isso, ela recebe uma ligação de uma mulher denunciando seu marido por matar mulheres. De repente, Verônica se vê com dois mistérios nas mãos e muita vontade de ajudar essas duas mulheres. Está cansada do comportamento corrupto do chefe e de manter um casamento que está preso na rotina.

Tem muita coisa acontecendo na vida e na cabeça dessa personagem complexa e intensa que tem sede de justiça. Tudo isso torna a experiência do leitor que acompanha Verônica uma montanha russa com uma grande variedade de sentimentos e emoções e muita vontade de ver a personagem atingindo seus objetivos!

Resenha: Bom Dia, Verônica

Resenha: Bom Dia, Verônica

Aliado a trama policial, Andrea inclui outros elementos que valorizam completamente o enredo, como passado familiar conturbado, dificuldades da vida feminina e histórias paralelas.

Verônica comete várias burradas pelo caminho e corre muitos riscos mas todas as suas ações são muito reais e justificáveis. Essa personagem é muito forte, muito crível e muito bem construída!

“Você faz cem coisas certas, mas os sacanas só se lembram de uma coisa errada.”

Eu até agora não sei se gostei ou não desse livro. É uma bipolaridade de sentimentos porque ao mesmo tempo que a leitura te faz de refém (ha!) dá muito medo de saber o que vai acontecer na próxima página. Tive muita agonia e me senti muito incomodada em alguns passagens do livro. Eu sou muuuuuuito covarde para ler esse estilo de livro mas acho que a intenção da autora é justamente provocar esses sentimentos, né?

Além de entretenimento, acredito que o livro traga uma crítica sobre o comportamento da polícia brasileira e como esta trata as vítimas e, principalmente, suas mulheres (sejam elas vítimas ou não). Espero que essa autora tenha um sucesso à altura da qualidade de seu livro.

Resenha: Bom Dia, Verônica

Pontos positivos: literatura brasileira de qualidade, romance policial que não cai na mesmice, é uma leitura rápida pois o livro é curto, dá nojinho e medo hehehe!
Pontos negativos: algumas cenas são bem desconfortáveis.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

One Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *