web analytics
livros

Resenha: Platão Para Sonhadores

Resenha: Platão Para Sonhadores

Livro: Platão Para Sonhadores
Autor: Allan Percy
Editora: Sextante
Rating: [rating=3]
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Platão para sonhadores é um guia inspirador, dedicado a quem deseja sair da caverna para enxergar um universo repleto de oportunidades e realizar o que antes estava apenas no mundo das ideias.

Allan Percy reúne 80 citações e aforismos de Platão neste manual sobre a arte de viver. Com ele, você vai aprender a levar a vida com sabedoria, sem renunciar aos pequenos e grandes prazeres que ela proporciona. Veja abaixo algumas frases que você irá encontrar aqui:

• Seja gentil, pois cada pessoa que você encontra está enfrentando uma batalha difícil.
• Uma vida sem reflexão não vale a pena ser vivida.
• A opinião sem conhecimento é cega.
• Aquele que está sempre em movimento é imortal.
• Nunca desestimule alguém que esteja progredindo, mesmo que lentamente.
• A melhor e mais importante vitória é conquistar a si mesmo.
• Aquele que é tocado pelo amor jamais caminha na escuridão.


Capa & Diagramação

Eu gosto como todos os livros da série do autor Allan Percy (‘Shakespeary para apaixonados’, ‘Nietzche para estressados’, ‘Einstein para distraídos’ e outros) têm o mesmo padrão de capa. Elas todas são brancas com um objeto em destaque na capa. Adoro! O projeto gráfico do miolo também, é bem espaçado e de agradável leitura. As folhas são porosas e amareladas.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Sempre que eu leio auto-ajuda consigo internalizar somente uns 20% dos conselhos e dicas expostos na leitura. E olha lá! Já estou conformada com esse fato. Acho que esse tipo de livro tem que ser relido nos momentos de maior necessidade para que eu aproveite alguns dos conselhos que não me influenciaram durante a primeira leitura. Até porque a gente muda bastante de tempos em tempos e o amadurecimento de faz enxergar a vida e os conselhos de uma outra maneira.

Resenha: Platão Para Sonhadores

Eu particularmente prefiro o tipo de auto-ajuda que te leva a refletir e/ou usa casos e fatos que são inspiradores e te fazem lembrar que é possível alcançar o que você deseja. Porém o Platão Para Sonhadores é mais do tipo de auto-ajuda que focado na teoria. Ele até expõe “soluções”, um o lado mais prático em tópicos no final de cada mini capítulo. E aí que mora meu problema com a auto-ajuda. Estas “soluções” são jogadas aos montes durante a leitura mas quando eu fecho o livro eu esqueço de todas. Não foi o tipo de leitura que ficou comigo, que me fez ficar pensando ou me fez refletir sobre como posso mudar algo que me incomoda.

“Uma vida sem reflexão não vale a pena ser vivida.”

Um exemplo bem legal de auto-ajuda que te incomoda, te faz refletir sobre suas escolhas e ações é o ‘Eu sou as escolhas que faço’ (já fiz resenha). Entendo que as propostas de cada um são bem diferentes porém, acredito que caso a execução fosse similar eu teria absorvido melhor o discurso de Allan Percy. E não estou me referindo aos aspectos estéticos do ‘Eu sou as escolhas que faço’ não. Estou me referindo a falar mais diretamente com o leitor e cutucar coisas que o autor sabe que são problemas e insatisfações comuns. Apesar de a auto-ajuda não resolver meu problemas instantaneamente gosto daquelas que me forçam a continuar refletindo sobre os problemas abordados. A mudança de vida e comportamento acontece aos poucos, lentamente. É quase que uma construção de um novo comportamento e forma de pensar. Se fosse fácil resolver o problema nem precisaria de ler livros a respeito, né? Hehehe!

Os capítulos são rápidos de ler (a maioria tem duas páginas), portanto eu aconselho que você não tenha pressa. Não pegue o livro para ler todo de uma vez pois a chuva de conselhos pode te deixar meio aflito. Foi exatamente isso que aconteceu comigo!

Pontos positivos: relembra alguns conselhos básicos que a gente já está careca de saber mas que mesmo assim alguém tem que lembrar a gente de tempos em tempos.
Pontos negativos: é um pouco cansativo de se ler tudo de uma vez.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

10 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *