Resenha: Tudo e Todas as Coisas

Resenha: Tudo e Todas as Coisas

Livro: Tudo e Todas as Coisas
Autora: Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
Rating: [rating=4]
Skoob
Goodreads


Sinopse
Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.


Capa & Diagramação

Sou apaixonadíssima com a capa e toda a arte do interior desse livro. Foram escolhas inteligentes que fizeram com que o livro parecesse fofo e descontraído assim como seu conteúdo.
Resenha: Tudo e Todas as Coisas

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Eu gostei bastante da tradução do título. O título original é Everything Everything e é impossível traduzi-lo literalmente para o português sem perder o sentido. Gostei da solução que encontraram e achei o nome em português bem sonoro.

A execução do livro foi o ponto-chave para mim. Eles trazem uma atmosfera às vezes engraçada, às vezes descontraída em meio ao drama. Os desenhos, diagramas e ilustrações quebram o padrão tradicional de páginas repletas de blocos de texto e dinamizam a leitura. As ilustrações combinadas com muitos diálogos fazem dessa leitura bem leve e rápida.

Não consegui me envolver tanto com a personagem principal apesar de me comover com as situações e dramas vividos por ela. Acho que é mais uma coisa pessoal mesmo.

Resenha: Tudo e Todas as Coisas

Gostei mais do Olly e da Carla, que é a enfermeira de Maddie. A relação dela com a enfermeira era mais orgânica e natural que a relação mecânica que ela tinha com a mãe. A enfermeira tem origem latina então vocês já sabem né? Carla é animada, espalhafatosa e mãezona.

Olly é apaixonante porque está naquela fase meio adolescente meio homem. Só se veste de preto e é obcecado por parkour (traços adolescentes) mas se impõe como homem para proteger sua família.

“Tudo é um risco. Não fazer nada é um risco. A decisão é sua.”

Durante a leitura eu sabia que em algum ponto aconteceria algo bastante previsível e clichê (que de fato aconteceu) porém após esse fato a autora levou a história para um outro ponto que era inesperado e que foi bem trabalhado. Isso até me fez esquecer do clichê que antes tinha me incomodado e, por isso, acabei gostando da solução que a Nicola deu para os personagens.

É um YA leve, fofo com uma pitadinha de senso de humor :) Indicado para todo mundo que goste de algum desses ingredientes!

Resenha: Tudo e Todas as Coisas

Você vai gostar se: gosta de leituras leves e rápidas.
Não leia se não gosta de: YA, sicklit e romances adolescentes.
Ideias centrais: doença, isolamento, família, romance.

By Evelyn

Viciada em farinha láctea, cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *