web analytics
livros

Resenha: A Playlist de Hayden

Resenha: A Playlist de Hayden

Livro: A Playslit de Hayden
Autor: Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Rating: [rating=3]
Skoob
Goodreads


Sinopse
Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente

Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.


Capa & Diagramação

Tanto a capa quanto a diagramação estão perfeitas! A capa é simples trazendo muito destaque ao título e utilizando-se das silhuetas dos personagens que agrada a tanta gente. É, sem dúvida, uma capa que me faria comprar um livro sem nem mesmo ler a sinopse. A diagramação interior está limpa e condizente com o visual geral do livro. Amei!

Resenha: A Playlist de Hayden

Personagens, Enredo & Impressões gerais

O suspense criado pela autora sobre o que aconteceu na noite que pode ter desencadeado o suicídio de Hayden é um dos pontos altos do livro. O ritmo em que as descobertas vão sendo feitas ao longo da história é fluido e sempre quando achamos que temos informações reveladoras e úteis, descobrimos que elas geram ainda mais perguntas e questionamentos.

Ao decorrer da pesquisa de Sam, muitos personagens interessantes surgem na história, inclusive Astrid, uma personagem misteriosa que se mostra uma peça fundamental nas descobertas de Sam e no seu crescimento pessoal.

Resenha: A Playlist de Hayden

A maneira como cada personagem lida com a culpa é um outro ponto relevante já que cada um se enxerga com uma carga de culpa na morte de Hayden. A culpa é um sentimento silencioso mas mesmo assim a autora teve muita habilidade para fazer isso transparecer na obra. Puxado por esse sentimento vem também a aceitação de que o fato já aconteceu e não pode ser mudado. Todo esse jogo de sentimentos tão difíceis de serem descritos foi muito bem abordado por Michelle.

A inserção de elementos nerds traz um ar interessante e leve para a jornada de descobertas de Sam. Elas atuam como momentos de respiro dentre as revelações, o luto e sua vida escolar, além de mostrar um pouco da profundidade de sua amizade com Hayden. Donnie Darko, The Walking Dead e Star Wars são algumas das referências que eu pude perceber ao longo da história.

Resenha: A Playlist de Hayden

A estrutura principal do livro consiste em descobrir e entender porque Hayden cometeu suicídio na noite da festa. Tudo que gira entorno desse suspense e das descobertas foi bem estruturado, intrigante e instigante. Porém, todo o entorno que poderia ter sido trabalhado para adicionar à história, como romance, novas amizades, questionamentos internos de Sam, seu luto e talvez alguma carga de humor ou momentos felizes deixou a desejar. Desse ponto de vista o livro foi insosso. Acho que eu tinha muita expectativa na capa e na sinopse.

A playlist montada por Hayden acompanha todo os capítulos e, sem dúvida, a jornada vivida por Sam o ajuda a passar por uma parte da fase de luto, a se descobrir e a crescer pessoalmente. No entanto, mesmo após ter terminado a leitura, eu senti uma necessidade de saber porque esse conjunto de músicas era tão importante para Hayden ou talvez um significado mais profundo para a seleção de músicas.

“Muitas pessoas querem ser invisíveis. Talvez elas até pensem que podem fingir que são. Mas sempre alguém as vê.”

Devo dizer que o hotsite feito pela Novo Conceito com toda a playlist disponível foi extremamente positivo para minha experiência de leitura! Quando eu tinha a oportunidade de escutar a playlist enquanto lia, o sabor das palavras e das emoções eram muito acentuados. Aconselho muito que você escute as músicas durante a leitura! Eu relembrei de algumas músicas e descobri outras bem legais!

Ouça a Playlist

Vale a pena ler caso você curta leituras sobre perda e superação, além de livros que tenham uma relação forte com música e com a cultura nerd.

Resenha: A Playlist de Hayden

Você vai gostar se: gostou de Cartas de Amor aos Mortos, cultura nerd e música.
Não leia se não gosta de: bullying, suicídio, luto, superação.
Ideias centrais: suicídio, perda, mistério, playlist, culpa.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

3 Comments

  • Amanda SoaresNo Gravatar

    Eu queria muito fazer a leitura, principalmente por causa das músicas. (tem indicações musicais?) Por isso eu amo tanto Rainbow Rowell. <3 Ás vezes sinto medo de mim mesma, por que todos os meus sentidos são aguçados por leituras que envolvam mortes :x SÉRIO! Ás vezes eu penso: ah, vou pegar esse romance bobo aqui pra relaxar < tem morte. hehehehehe

    AMEI as fotos! OMG :O Parabéns! <3
    Beijo!

  • VanessaNo Gravatar

    Essa capa também me faria comprar o livro sem ler a sinopse! Esse livro me lembrou Os 13 Porquês, apesar de eu não ter lido nenhum dos dois livros! ;D

  • IsaNo Gravatar

    Ai eu acabei de ler Por Lugares Incríveis e por mais que esteja LOUCA pra ler esse livro, acho que vou dar mais um tempo já que você falou no final sobre as ideias centrais.. Mas com certeza está na minha lista de leituras e o que dizer dessa capa linda? <3

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *