web analytics
livros

Resenha: Apenas Um Dia

Resenha: Apenas Um DIa

Livro: Apenas Um Dia
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Rating: [rating=5] <3 Skoob
Goodreads


Sinopse
A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida.
Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro… Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.


Capa & Diagramação

Capa e diagramação interna perfeitas! Adorei a simplicidade e a elegância!

Resenha: Apenas Um DIa

Personagens, Enredo & Impressões gerais

A Gayle Forman não para de me surpreender! O primeiro livro que li dela, Se Eu Ficar, não me agradou em praticamente nenhum aspecto. A Novo Conceito me enviou o segundo sem eu pedir. Ele era fininho, a capa era bonita e resolvi ler. Gostei bastante! Parece que eu tinha lido uma autora diferente!

Novamente a Novo Conceito me enviou de surpresa o Apenas um Dia. Simpatizei com a capa logo de cara mas ele ficou atrás de vários outros livros na minha lista de leituras. Até que em um desses feriados peguei essa leitura.

Resenha: Apenas Um DIa

O livro está longe de ser perfeito mas os defeitos dele são tão pequenos diante das qualidades, de como ele me fez refletir sobre mim mesma, sobre o valor de pequenos momentos, sobre depressão, sobre tomar a dianteira da sua própria vida, correr atrás do você quer, sobre estrutura familiar e como isso reflete em cada um de nós, dentre outras coisas. Tá vendo? Me identifiquei com alguns dramas trazidos por essa leitura e outros, apesar de não estarem presentes na minha vida, me levaram a reflexão.

O livro tem seus altos e baixos. Em um certo momento parece que se passam vários capítulos sem progresso algum da história. E acho que isso foi de certa forma intencional pois durante essa fase, a própria personagem se sente encurralada, sem saber o que fazer, desanimada com tudo. Os altos e baixos refletem bastante realidade já que nem sempre estamos por cima da situação e no controle de tudo. Nos sentimos fracos, impotentes e desmotivados em vários momentos. E necessitamos desses momentos para que tomemos impulso para a ação.

A personagem fica sim meio chata durante essa fase. Mas isso mais uma vez só reflete a realidade introduzida pela autora nessa ficção. Porque sejamos sinceras, alguém aí fica super simpática, linda e divertida durante uma depressão? Acho que não né!

“Parte de mim sabe que mais um dia não servirá para nada além de postergar o coração partido. Mas outra parte de mim pensa diferente. Nascemos em um dia. Morremos em um dia. Podemos mudar em um dia. E podemos nos apaixonar em um dia. Qualquer coisa pode acontecer em apenas um dia.”

O personagem de Willem me fez me apaixonar e sentir muita raiva e frustração ao mesmo tempo. Ele é super misterioso mas dá para perceber que ele tem que lidar com várias “nóias” da sua própria vida.

Allyson passa por tantas coisas diferentes e me fez sentir cada uma de suas emoções junto. Sentimos raiva, saudade, amor, angústia, impotência, desânimo, novas amizades chegando, antigas amizades indo, aquela necessidade de se reinventar, a pressão da escolha da carreira e de atender às expectativas.

Resenha: Apenas Um DIa

Foi lindo vê-la passar por momentos difíceis e tomar decisões para mudar sua situação. Foi lindo vê-la crescer como mulher e sem medo de encarar o que a vida poderia lhe trazer. O final me deixo sem ar!

A continuação do livro se chama Apenas um Ano, foi lançado pela Novo Conceito, e traz a perspectiva de Willem sobre esse período. A Gayle Forman gosta disso né?! Ouvi dizer que tem um conto publicado pela autora intitulado Just One Night! Vou procurar AGORA!

Você vai gostar se: gosta de romance, personagens que precisam se encontrar, se reinventar.
Não leia se não gosta de: crise, depressão, mistério, altos e baixos.
Ideias centrais: romance, viagens, Paris, Amsterdã.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

9 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *