web analytics
livros

Resenha: Se Eu Ficar

Resenha: Se eu ficar

Livro: Se eu ficar
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Rating: [rating=4]
Skoob
Goodreads


Sinopse
Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais – mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera… e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente – e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.


Capa & Diagramação

Eu fiquei muito feliz de saber que a Novo Conceito adotou as imagens do filme para esse livro pois achei o poster fabuloso! Eu não sou daquelas pessoas que tem pré-conceito com obras literários que usam o poster do filme. Quando o poster é bonito é óbvio que eu gosto de vê-lo nas capas!

Se o miolo do livro não tivesse os desenhos em todas as páginas eu acharia melhor mas não me incomodaram. No geral a diagramação é muito boa e confortável.

Resenha: Se eu ficar

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Vou ser sincera e dizer que não gostei muito do início da leitura. Todo mundo que lê esse livro já começa sabendo o fato marcante que vai acontecer e gerar todo o conflito da trama. Ler como a família era perfeita e feliz enquanto esperava o desastre acontecer é muito agoniante!

Ler sobre a cena do acidente também foi difícil porque depois de ler o quanto a família era unida e feliz, mesmo sabendo o que vai acontecer, é difícil. Essa cena em particular foi muito bem escrita pois ela é determinante para as sensações que o leitor vai desenvolver ao decorrer da história. Entendo que foi difícil para a autora dosar o drama e a realidade do acidente de uma maneira que ficasse impactante com uma certa suavidade para que o leitor não se choque com a tragédia. Só teve uma linha na parte que ela descreve a cena da tragédia que eu achei bem desnecessária (argh!).

“Não sei ao certo o que aconteceu comigo, e pela primeira vez no dia, não me importo nem um pouco. Não deveria me importar. Não deveria ter tentado tanto. Percebo agora que morrer é fácil. Viver é que é difícil.”

Ao decorrer do livro Mia vai intercalando a situação atual, do acidente e de não ter mais sua família, com flashbacks da sua história com a família, sua melhor amiga, o namorando e etc. Um dos fatores que dá mais valor a esse livro, para mim, é o desenvolvimento do relacionamento da Mia com seu namorado. O que me pareceu, e também foi apontado por alguns diálogos de Mia com sua mãe, é que o romance dos dois é maduro e foge ao padrão dos romances adolescentes e superficiais.

O fato de a música, em vertentes tão diferentes, rock de décadas passadas em relação ao pai, rock atual em relação ao namorado e música clássica em relação a própria Mia, permear a história traz ao leitor sensações muito vivas. As referências contidas na obra são, algumas vezes, de músicas que não existem e que não conseguimos fazer nenhuma correlação com alguma música que conhecemos. Por um lado isso é bom, pois o leitor acaba interpretando aquilo de maneira muito pessoal, “encaixando” ali uma música do seu conhecimento e que pareça com a situação descrita.

Resenha: Se eu ficar

Por outro lado, o trailer e os materiais de divulgação nos revelaram a música Say Something que eu, na verdade, já conhecia e achei que ficou PERFEITA como trilha sonora. Outra dica que funcionou para mim é ler enquanto ouvia música clássica. O violoncelista Yo-Yo Ma, ídolo de Mia, realmente existe e é fantástico!

O livro é bem curtinho e acaba num momento que deixa o leitor querendo saber mais!!! Não tem como não querer ler o próximo! A Novo Conceito enviou um kit com uma sacola, um balde pipoca, um mini pacote de pipoca (fofo!), e duas caixinhas de lenço (muito bem pensado!). Além disso o livro vem com uma entrevista exclusiva com os atores Chloë Grace Moretz e Jamie Blackley que interpretam a Mia e o Adam no cinema. O filme estreia dia 4 de setembro! Tá chegando!

Resenha: Se eu ficar

Você vai gostar se: dramas, música clássica, livros curtos.
Não leia se não gosta de: tragédias, hospital.
Ideias centrais: violoncelo, acidente, coma, hospital.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

15 Comments

  • Iuri R. (@LiteraCult)No Gravatar

    Terminei de ler este livro agorinha, e meu Deus, gostei bastante. Realmente é um pouco previsível, mas mesmo assim muito envolvente. Não é um dos melhores livros do mundo, mas eu gostei até. Dei cinco estrelinhas. Muito boa a resenha, não conhecia o blog, vou passar sempre por aqui agora. Abraços.

    Iuri Rodrigues | LiteraCult
    literacult.blogspot.com

  • Daniela PereiraNo Gravatar

    Estou atrás desse livro e achei a capa MUITO linda! Fiquei ainda mais interessada quando assisti o trailer, e nem preciso dizer também que depois dessa resenha eu fiquei super curiosa. Quero ler agora!!! ?

    • EvelynNo Gravatar

      Esse faz bem esse gênero (que também não é meu favorito hehehe!). Talvez você possa se decidir melhor depois do filme?

  • MaríliaNo Gravatar

    Oi Evelyn,

    Acabei de acabar (rs) de ler “Se eu Ficar”. Confesso que achei que me emocionaria mais. A história é linda, mas acho que ficou faltando um pouco de profundidade em relação ao que aconteceu com a Mia e sua família. Óbvio, é uma tragédia e isso, por si só, já teria profundidade suficiente. Mas parece que eu pensei muito mais longe e amplamente do que a Mia, sabe? Não sei se estou me fazendo entender, mas achei… um pouco superficial.
    Quero muito ver o filme! Tomara que eu consiga me emocionar mais!

    Beijinhos,

    Marília.

    • EvelynNo Gravatar

      Eu esperava mais mas não da relação dela com a família. Acho que esperava maiores explicações de o porque ela podia ver tudo ou talvez um encontro com seres que a guiassem durante os dias que ela ficou nesse “outro lugar”. Isso daria base para muitas reflexões e quotes maravilhosos que popularizam tanto os livros e atingem mais o leitor.

      Não me emocionei com o livro mas me emocionei com o último trailer. Talvez seja um daqueles casos em que o filme é melhor que o livro.

  • TanyNo Gravatar

    Amo demais a Chloe e to ansiosa pelo filme (e eventualmente pelo livro) inicialmente por ela, mas conhecendo a história deu MUITA vontade de ler e se aprofundar nesse mundo. :)

  • FernandaNo Gravatar

    Vc leu “where she went”. Qd terminei de ler se eu ficar fiquei louca com o final e lógico que fui procurar se tinha outro, é uma “continuação” mas no ponto de vista do Adam. Muito bom!!! Fiquei encantada!! Beijos!!!

Leave a Reply to Marília Cancel reply

Your email address will not be published.