web analytics
livros

Resenha: Noites Italianas

Livro: Noites Italianas
Autora: Kate Holden
Editora: Novo Conceito
Rating: [rating=2]
Skoob
Goodreads

Sinopse
Quando Kate decidiu abandonar seu passado, em Melbourne, e começar uma jornada para dentro de si mesma, foi para um país reconhecidamente romântico. Enquanto se encantava com as ruínas de Roma e as praças de Nápoles, esperava encontrar — em ruas estrangeiras — sua verdade pessoal. Mas a peregrinação de Kate exigiu coragem. Encontrar o verdadeiro amor ou, quem sabe, perder-se para sempre de maneira a não ter mais qualquer chance de resgate foram possibilidades reais na Itália… Especialmente para alguém que estava acostumada a viver entre as vielas da escuridão. Em um romântico, mas estranho país, com muitos — alguns bem significativos — casos de amor, e mais algumas noites de sexo sem compromisso, ela vai se perguntar se é, verdadeiramente, um espírito livre, ou uma atriz que decorou tão bem o seu papel de mulher sedutora que já não consegue desvencilhar-se dele…

Livro: Noites ItalianasEu curto ler vários gêneros literários e gosto de intercalá-los entre si para não ficar enjoativo. Ao pedir esse livro eu não me toquei que era literatura adulta mas foi legal lê-lo para variar um pouco. Afinal tinha acabado de ler um livro bem adolescente e gosto desse choque literário.

A protagonista de Noites Italianas, Kate, é da Austrália mas se mudou para a Itália há anos atrás e começou a se prostituir. No tempo em que o livro é contato ela diz não fazer isso mais porém eu discordo. Ela ainda se prostitui, só não cobra por isso.

É possível sentir certo desespero da personagem de achar o seu lugar no mundo, seu objetivo na vida e a vontade de fazer a diferença na vida de outras pessoas, de ser querida. Eu acho que grande parte das pessoas passam por essa crise mas digamos que a maneira com que Kate resolveu lidar com ela não foi nada inteligente. Ela atraía “pessoas problema” e achava que tudo estaria resolvido com sexo.

A personagem é fraca pois sabe que está insatisfeita com a vida e que precisa mudar mas não pisca nem meia fez antes de ter as exatas ações que ela precisa abandonar para mudar de vida. Acho que é uma falta de orientação na vida misturada com carência e baixa auto-estima.

“E também há o respeito. Acredito que existem dois tipos de respeito: aquele que te faz abrir caminho, sabe? Que te faz abrir uma brecha para alguém, por respeito às diferenças. E também há o tipo de respeito no qual você respeita alguém o suficiente, a força que a pessoa tem, e dá uma chance, dá credito para que ela possa se defender. E talvez você tire algo disso, ou não. Mas respeito, por si mesmo, e depois pelos outros. Acredito que o respeito é a coisa mais importante.”

A autora do livro diz que grande parte da estória é baseada na própria vida e, saber disso antes de ler o livro, me fez admirar sua coragem de contar alguns fatos ainda que o mistério para saber quais de fato eram verdade e quais eram invenções literárias paire no ar.

No geral eu devo dizer que eu não curti nada do livro. A fraqueza e a falta de inteligência e força de vontade da personagem me desesperavam e me deixavam frustrada. Quem lê o blog sabe que uma personagem feminina forte já é 80% do caminho para eu gostar de uma estória. E nesse caso Kate foi totalmente o contrário.

Sorry, eu sei que para outras pessoas essa foi uma história bonita de uma jovem se encontrando no mundo, de superação e de ingenuidade mas eu não senti nada disso. As 2 estrelinhas vão para a narrativa bem construída e para a leitura que flui fácil.

Lembrando que se você procurar no Google vai encontrar muitas resenhas de pessoas que adoraram o livro e que as palavras acima são apenas minha percepção pessoal que vem carregada com minha carga emocional, cultural e minha vivência que são diferentes para todas as pessoas. Por isso, não se senta desencorajado para ler o livro em questão.

Gosto de cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

2 Comments

  • TanyNo Gravatar

    Eu já meio que ando cansada de ler livros com esse propósito. No final, fica tudo muito distante da realidade (não que eu leia livros super reais, mas..) só que parece muita fantasia. Demais mesmo.
    Eu passaria direto por ele na livraria e nem cogitaria comprar.

    • LelyNo Gravatar

      Ele é bem dividido entre enredo e cenas picantes. Mas o que me fez não gostar dele não tem muito a ver com essas cenas e sim com a personagem principal. Ela sendo ela em todos os momentos hehehe!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *