Resenha: Retalhos

Livro: Retalhos
Autora: Graig Thompson
Editora: Companhia das Letras
Rating: [rating=5]
Skoob
Goodreads

Sinopse
Uma das graphic novels mais premiadas dos últimos tempos, Retalhos é um relato autobiográfico da vida no Meio Oeste americano. Thompson retrata sua própria história, da infância até o início da vida adulta, numa cidadezinha de Wisconsin, no centro dos Estados Unidos, que parece estar sempre coberta pela neve. Seu crescimento é marcado pelo temor a Deus – transmitido por sua família, seu colégio, seu pastor e as trágicas passagens bíblicas que lê -, que se interpõe contra seus desejos, como o de se expressar pelo desenho.

Ao mesmo tempo Thompson descreve a relação com o irmão mais novo, com quem ele dividiu a cama durante toda a infância. Conforme amadurecem, os irmãos se distanciam, episódio narrado com rara sensibilidade pelo autor.

Com a adolescência, seus desejos se expandem e acabam tomando forma em Raina – uma garota vivaz, de alma poética e impulsiva, quase o oposto total de Thompson – com quem começa a relação que mudará a visão que ele tem da família, de Deus, do futuro e, enfim, do próprio amor. Retalhos traz as dores e as paixões dos melhores romances de formação – mas dentro de uma linguagem gráfica própria e extremamente original.

Livro RetalhosEsse livro chegou até mim de forma inesperada, um amigo disse que com certeza eu gostaria de ler e me emprestou. Me assustei ao ver a grossura do livro mas logo passei por cima de um certo preconceito/preguiça que tenho (ou tinha?) com graphic novels pois a capa é simplesmente adorável!

Nem entendo muito de desenho para falar sobre a qualidade técnica do livro mas posso dizer que o traço utilizado por Craig é feito para se apaixonar. Amei como cada página era diferente, dinâmica e livre de qualquer padrão. Algumas páginas continham um desenho único e amplo enquanto outras apenas um elemento pequeno deixando o resto da página em branco. É genial a maneira como o autor utiliza de elementos gráficos para dar sentido e transmitir algo conveniente à estória. Tenho certeza que isso é super normal em graphic novels mas como não tenho muita experiência com esse tipo de leitura tudo pareceu inédito para mim.

No final você acaba lendo um livro que trata de temas delicados como bullying, abuso de crianças, primeiro amor, dúvidas religiosas e indecisão quanto ao futuro profissional sem nem sentir a quantidade de assuntos “dramáticos” abordados pelo autor. Parece meio clichê mas tudo é narrado de uma maneira tão doce, sútil e inédita alternando momentos engraçados e momentos de pura melancolia que eu nem percebi quão comuns e batidos esses temas são. A inocência do personagem me lembrou um pouco a leitura de ‘As Vantagens de Ser Invisível’ <3.

Leitura muito indicada para quem gosta e para quem não gosta de graphic novel! E apesar de ser grosso dá para ler em um ou dois dias.

resenha_retalhos_1

resenha_retalhos_2

 

By Evelyn

Viciada em farinha láctea, cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

7 comments

  1. Nossa, que lindo!
    Eu estou numa fase que quero finalmente ler todas as Graphic Novels que eu sempre quis e já coloquei essa na lista. Não ligo pra grossura porque, se a história for boa, quanto mais, melhor. Adorei tua dica.

    1. Mas graphic novel tem que ser muito grossa mesmo. Caso contrário acabam em menos de 20 minutos hehehe!

  2. Gente, eu acho que nunca li uma graphic novel.. Mas admiro o talento porque escrever já não é fácil, desenhar então.. A capa realmente é muito linda. Mas tem quantas páginas?

    1. AI não lembro! Umas 400 e alguma coisa? A gramatura do papel é alta. Mas a leitura é muito rápida!

Leave a Reply to Lely Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *