Resenha: Um Dia

Livro: Um Dia
Autora: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Rating: [rating=4]
Skoob
Goodreads

Sinopse
Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas – vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

Confesso que a medida que eu lia o livro eu não conseguia gostar da estória. Calma! Espera eu terminar! A escrita do David Nicholls é ótima! Super gostosa de ler e flui muito bem. Os diálogos são outro ponto positico e proporcionam ótima dinâmica para a sequência. Mas eu gosto de coisas ‘girl power’ e a constante situação deplorável da Emma me incomodava. Ela estava sempre mal e eu ficava esperando a estória ter sua reviravolta e nada. Esperava de novo e nada. Depois quando as coisas ficavam boas pioravam de novo. As coisas nunca melhoravam para ela!

Querendo ou não ler sobre a Emma é ler sobre a realidade. É ler sobre eu mesma e as pessoas que conheço. É ler sobre as pessoas reais que passam por inúmeras coisas ruins na vida, ficam desesperançosas mas não têm outra escolha se não continuar vivendo.

Só depois de um tempo que eu realmente parei para refletir sobre o livro e lembrei de algumas momentos do romance dos dois é pude realmente ‘pegar’ a intenção do autor. A Emma foi a peça-chave na vida do Dexter. Foi a pessoa a quem ele recorria nos momentos de dificuldade, foi quem o ajudou a superar o luto da mãe, foi quem abria os olhos dele sobre o excesso de drogas, álcool, sexo, fama, etc.

Enquanto lia o livro eu não percebia a mínima influencia dela porque ela não agia diretamente na vida dele mas ficava reclusa, só dava opinião quando ele pedia ou quando sentia abertura para isso e, muitas vezes, abria os olhos dele ao simplesmente viver a vida dela.

Com isso entendido é impossível não considerar Emma Morley um dos personagens femininos mais memoráveis da desse ano e quem sabe da literatura!

O filme é muito recomendado também! Como se o enredo já não fosse bom escolheram dois dos meus atores prediletos! Jim Sturgess ficou bem em TODAS as fases do Dexter ao decorrer dos anos. Para quem for se aventurar tanto lendo quanto assistindo Um Dia recomendo que já vários lencinhos tá?


Para as pessoas que já têm ‘Um Dia’ como obsessão recomendo esse tumblr que foi de onde tirei os dois gifs.

By Evelyn

Viciada em farinha láctea, cartões postais, livros e tenho um amor infinito por animais. Pretendo conhecer toda a Europa em breve e, às vezes, gosto de me aventurar na cozinha.

5 comments

  1. Eu chorei mto com o livro. Não aguentei e assisti ao filme no pc. Chorei horrores, do tipo muito. HAHAHA… Assisti de novo no Natal, chorei mais um pouco também e fiquei mal. Mas eu amo esse livro, amo esse filme!

    Amo por ter me identificado MUITO com a história dos dois. Com os dois. Com a Emma, com o Dexter. Tem um diálogo no livro que eu até escuto alguém falar exatamente aquilo que o Dexter diz! haha

    E morri com esse tumblr! Fiquei horas procurando algum tumblr decente com gifs do filme, mas não encontrei! Obrigada! :)

    Beijos!

    1. Eu também assisti o filme no pc! Imagina só pagar o mico de chorar até morrer no cinema?! hehehe!
      Eu não consigo ficar revendo esses filmes que são muito tristes por mais lindos que sejam.

      Os personagens são mesmo muito reais! O que tem de Dexter espelahado por aí! Pena que não tem Emma pra todos eles!

      Quandoa gente procura não acha. Encontrei esse super por acaso!

  2. Esse livro é muito lindo e, como você mesma disse, é muito real. Mas é justamente porque é real que é bonito de se ver: é a história do encontro (meio torto, como normalmente o é) de duas almas, ao longo da vida. Um beijo, feliz 2012!

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *