web analytics

Maratona Literária de Inverno: TBR

By July 17, 2017 livros

Mesmo sem ter férias nesse período (de novo!), eu aceitei o desafio proposto pelo Vitor Almeida e vou participar da MLV. Vou aproveitar e dar um gás nas leituras de parceria! Aceitei o desafio no nível intermediário. São 6 desafios e 5 livros no total (uau!).

Ler um livro com a capa azul

Como a maratona já começou no domingo e eu estou postando minha TBR atrasada eu já terminei esse livro. Já tinha lido metade antes de começar a maratona também.

Ler um livro com menos de 200 páginas

Não é de hoje que estou doida para ler esse livro. Ele tem 180 páginas mas tem muuuuito conteúdo!

Ler um livro que você comprou pela capa

Eu solicitei esse livro porque já tinha visto a capa em alguns blogs e porque era de autor nacional. Eu tinha certeza que era fantasia mas estava enganada hahaha!

Ler um livro escrito por uma mulher

Não tenho a ambição de ler esse livro inteiro na maratona afinal são quase 600 páginas. Mas vou ler o máximo que conseguir.

Ler um livro nacional

Maurício ou Anita ou O Sorriso da Hiena (strike nessa categoria!)

Ler um livro sem saber a sinopse, ou do que se trata

O Sorriso da Hiena

Boa sorte para quem está participando! Vamo que vamo!

You Might Also Like

TOP 5: Razões para ler ‘Inventei Você?’

By July 8, 2017 livros, top 5

Livro: Inventei Você?
Autora: Francesca Zappia
Editora: Verus
Rating:
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Alex está no último ano do ensino médio e trava uma batalha diária para diferenciar realidade de ilusão. Armada com uma atitude implacável, sua máquina fotográfica, uma Bola 8 Mágica e sua única aliada — a irmã mais nova —, ela declara guerra contra sua esquizofrenia, determinada a permanecer sã o suficiente para entrar na faculdade.
E Alex está bem otimista com suas chances, até se deparar com Miles. Será mesmo aquele garoto de olhos azuis com quem ela compartilhou um momento marcante no passado? Mas ele não tinha sido produto da sua imaginação?
Antes que possa perceber, Alex está fazendo amigos, indo a festas, se apaixonando e experimentando todos os ritos de passagem tipicamente adolescentes. O problema é que ela não está preparada para ser normal.
Engraçado, provocativo e emocionante, com sua protagonista nada confiável, Inventei você? vai fazer os leitores virarem as páginas alucinadamente, tentando decifrar o que é real e o que é invenção de Alex.


Eu estava prestes a comprar a versão gringa do livro quando eu descobri que o selo Verus do Grupo Record estava lançando ‘Inventei Você?’ aqui no Brasil. E ainda por cima conservaram a capa que eu me encantou. Pura felicidade!

Eu não tinha muitas expectativas em relação ao conteúdo. Só queria ler e me deixar levar. E foi extamente isso que aconteceu quando iniciei a leitura. É bem fácil se deixar levar pois a escrita é fluida, a extensão dos personagens é dada na medida certa e o enredo conquista uma grande parcela de leitores. Vamos para as 5 razões pelas quais eu recomendo essa leitura?

1. Te faz querer saber mais sobre esquizofrenia

A autora não tem a pretensão de te informar e educar os leitores acerca da doença mas faz sim, com que os curiosos, procurem saber mais sobre o tema.
Os leitores mais críticos percebem que o distúrbio é “romantizado” mas sabem também que vários aspectos da vida real de um esquizofrênico são abordados como a necessidade de medicamentos contínuos, as inseguranças e sensação de estar sendo perseguido.
Apesar dessa permanente desconfiança, é super lindo vê-la amadurecendo, trabalhando, estudando e interagindo com a família e amigos.

2. Extensão dos personagens

Os personagens são apresentados e recebem, ao longo da história, o nível de profundidade certo para não ficar nem chato, nem superficial. Dessa maneira, conhecemos super bem os personagens, suas vontades e motivações e acabamos nos apaixonando por vários deles (Miles <3).

3. Livro jovem mas sem mimimis adolescentes

É um livro jovem, sobre uma adolescente e seus amigos e se passa, em sua maior parte, numa escola. Eu já não tenho tanta paciência para leituras com essa temática muito adolescente mas ‘Inventei Você?’ é bem neutro nesse aspecto. Ele trata de temas como ser aceito, lidar com distúrbios mentais, richas nas escolas, relacionamento familiar e até uns mistérios com os professores mas sem os mimimis adolescentes. Por isso, indico essa leitura para quem gosta de New Adult (Jovem Adulto) também.

4. Leitura leve mas que agrega algo

É uma leitura simples e rápida mas não é daquelas que você sente que está perdendo tempo. Não é daquele tipo de leitura que você até quer ler mas sente que está gastando mal suas horinhas preciosas de leitura.

5. O que é real?

O livro deixa o leitor sempre na dúvida sobre os acontecimentos ou pessoas seres reais. Isso acontece pois a história é narrada por Alex, uma adolescente esquizofrênica, que conta com algumas técnicas para viver com o distúrbio. Ela anda sempre com uma câmera fotográfica para que, ao revelar as fotos, saiba o que foi real e que foi fruto da sua mente.
Isso deixa o leitor sempre na dúvida sobre o que ou quem é real. O leitor fica num estado de desconfiança e fica só esperando a autora dar o bote e te enganar quando você estiver mais desprevenido.

You Might Also Like

Novidades: Maio e Junho

By July 5, 2017 livros, novidades

Eita! Deixei as novidades se acumularem de novo! Vim mostrar algumas coisas que eu troquei e que recebi de editoras e ainda não postei resenha.

Compras, Trocas & Livros Emprestados

Saga estava na minha lista de compras desdo ano passado. Li semana passada e acreditam que acabei não achando lá essas coisas?!

Consegui A Bela e a Fera na versão do filme pelo Skoob. Confesso que fiquei um pouco decepcionada com a qualidade do livro. Não tem orelha e a capa é bem frágil. Só comprem ele se estiver baratinho viu gente!

Amo esses livros no estilo “Destrua esse diário” da Keri Smith. É sempre uma luta interna destruir essas coisas mas acaba sendo muito prazeroso.

O que chegou de parceria

Os livros que eu não vou mostrar aqui pois já postei resenha são: Outlander – O Resgate no Mar – Parte II, Uma Longa Jornada Para Casa, As Primeiras Quinze Vidas de Harry August, A Morte Como Despertar, Ligeiramente Perigosos, A Chama Dentro de Nós e A Pequena Livraria dos Corações Solitários.

Veio no primeiro pedido do Grupo Record e o correio demorou séculos para entregar. Já estou lendo e gostando bastante!

A próxima resenha vai ser desse livro. Pura fofurice!

Mais Neil Gaiman na estante. Já comecei a ler e ainda não sei o que pensar desse livro.

You Might Also Like

Resenha: A Pequena Livraria dos Corações Solitários

By June 27, 2017 livros

Livro: A Pequena Livraria dos Corações Solitários
Autora: Annie Darling
Editora: Verus
Rating:
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Era uma vez uma pequena livraria em Londres, onde Posy Morland passou a vida perdida entre as páginas de seus romances favoritos. Assim, quando Lavinia, a excêntrica dona da Bookends, morre e deixa a loja para Posy, ela se vê obrigada a colocar os livros de lado e encarar o mundo real. Porque Posy não herdou apenas um negócio quase falido, mas também a atenção indesejada do neto de Lavinia, Sebastian, conhecido como o homem mais grosseiro de Londres. Posy tem um plano astucioso e seis meses para transformar a Bookends na livraria dos seus sonhos — isso se Sebastian deixá-la em paz para trabalhar. Enquanto Posy e os amigos lutam para salvar sua amada livraria, ela se envolve em uma batalha com Sebastian, com quem começou a ter fantasias um tanto ardentes. Resta saber se, como as heroínas de seus romances favoritos, Posy vai conseguir o seu “felizes para sempre”. O primeiro livro da série A Livraria dos Corações Solitários!


Capa & Diagramação

A capa transmite a delicadeza e o romantismo do livro. Parece feita de algodão doce <3! A diagramação interna segue a linha romance e fofa de forma limpa e discreta.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Eu não sou a maior leitora de “chick-lit” (ainda usam esse termo?) mas resolvi apostar nessa leitura pela fofurice da capa e da sinopse. A Pequena Livraria dos Corações Solitários é, na verdade, um romance contemporâneo com uma “quê” de romance de época.

A autora, Annie Darling, traz a mocinha que faz tudo errado, tão típica de chick-lits, e que não me agrada. Mas nessa obra, ela vem de forma mais equilibrada e menos exagerada do que nos chick-lits que eu já li portanto não me incomodou muito. Esse aspecto atrapalhado de Posy serviu mais como um fator de identificação com o leitor que como o alívio cômico tão utilizado nos livros do gênero.

Sebastian, o galã é o típico cara rico, elegante e rude dos romances épicos. E o cenário não poderia ser melhor: uma livraria em Londres! Annie cita e descreve lugares conhecidos em Londres que os apaixonados pela cidade reconhecerão. Não sei se a pequena “vila” onde fica situada a livraria é real mas consigo imaginá-la claramente na minha cabeça.

“Cada livro prometia a seu leitor que, por mais dificuldades e tormentos que a vida pudesse lançar em seu caminho, ainda havia finais felizes a serem alcançados.”

O enredo é bem fundamentado e os dramas vividos por Posy tem o equilíbrio perfeito entre saudade, impasses, responsabilidades, medo do fracasso, sonhos, determinação, amor e amizade. Eu indicaria esse livro para quem gosta de romances épicos ou contemporâneos, de chick-lit e para quem ama Londres.

A leitura é leve, rápida e carregada de fofurices. Perfeita para ler entre as leituras de fantasia e outros estilos mais pesados. Era exatamente o que eu estava precisando de ler no momento.

Pontos positivos: leve, engraçado e de rápida leitura.
Pontos negativos: não vai marcar sua vida, está mais para um chick-lit que para um romance.

You Might Also Like

Resenha: A Chama Dentro de Nós

By June 21, 2017 livros

Livro: A Chama Dentro de Nós
Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Rating:
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles.


Capa & Diagramação

Todas as capas da série Elementos chamam muita atenção! Além dos galãs lindos, o tratamento das imagens, cores e tipografia e bem moderninho! Eu adoro! A diagramação interna é bem simples e comum.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Se você está procurando um romance bonito e inspirador esse não é o livro para você! Eu estava super curiosa quanto a essa leitura porque os leitores “piram” nas obras da Brittainy C. Cherry. Perdi a conta de quantas vezes ouvi meninas que amam “O ar que ele respira”. As capas das obras dessa autora chamam atenção e as avaliações nas redes sociais literárias são boas.

Eu devo te avisar que o enredo é só sofrimento do começo ao fim. É tragédia em cima de tragédia, as coisas nunca melhoram e as reações dos personagens são ora realistas, ora bobas e exageradas. A autora perde oportunidades incríveis de dar mais profundida à história e às personagens para investir no drama. Não acho que a obra dela não tenha qualidade, porém eu, só agora, entendi que eu definitivamente não sou o público alvo. Creio que caso a trama tivesse espaço para outras emoções e situações, o público alvo atingido poderia ser bem mais amplo.

A autora traz para o foco assuntos relevantes como dependência química, disparidade social e morte. Acredito que, em meio a todo o drama, se eu tivesse realmente me sentido cativada pelos personagens, eu teria lidado melhor com a leitura. Porém eles seguem o clichê do bad boy e da mocinha com vida difícil e não acrescentam nada a trama. Era visível que a autora queria focar na força feminina de Alyssa, na sua capacidade de perdão e na sua luta diária para alcançar o que quer nunca perdendo a esperança. Enxergo a tentativa mas não consigo enxergar o êxito. Era uma ótima proposta e poderia ter tornado o livro uma história inspiradora.

“Descobri que um lar não é um lugar específico, mas a sensação que temos quando estamos com as pessoas que são importantes para nós, um sentimento de paz que apaga os incêndios da alma.”

Eu tinha vontade de ler Sr. Daniels mas acho que isso não vai acontecer tão cedo. Eu sempre preciso de um tempo antes de dar uma segunda chance (Colleen Hoover que o diga hehehe!).

Pontos positivos: o romance trata de assuntos relevantes como uso de drogas e disparidade social.
Pontos negativos: personagens rasos e muito mimimi.

You Might Also Like

Resenha: Ligeiramente Perigosos

By June 10, 2017 livros

Livro: Ligeiramente Perigosos
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Rating:
Adicione à sua estante: Skoob | Goodreads

+ Exemplar cedido pela editora para resenha


Sinopse

Aos 35 anos, Wulfric Bedwyn, o recluso e frio duque de Bewcastle, está ávido por encontrar uma nova amante. Quando chega a Londres, os boatos que correm são os de que ele é tão reservado que nem a maior beldade seria capaz de capturar sua atenção.

Durante o evento social mais badalado da temporada, uma dama desperta seu interesse: a única que não tinha essa intenção. Christine é impulsiva, independente e altiva – uma mulher totalmente inadequada para se tornar a companheira de um duque. Ao mesmo tempo, é linda e muito, muito atraente.

Mas ela rejeita os galanteios de todos os pretendentes, pois ainda sofre para superar as circunstâncias pavorosas da perda do marido. No entanto, quando o lobo solitário do clã Bedwyn jura seduzi-la, alguma coisa estranha e maravilhosa acontece. Enquanto a atração dela pelo sisudo duque começa a se revelar irresistível, Wulfric descobre que, ao contrário do que sempre pensou, pode ser capaz de deixar o coração ditar o rumo de sua vida.

Em Ligeiramente Perigosos, o sexto e último livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh conclui a saga desta encantadora família em uma trama repleta de cenas sensuais, tiradas espirituosas e personagens à frente de seu tempo. Ao unir um homem e uma mulher tão diferentes, ela mostra que o resultado só poderia ser um par perfeito


Capa & Diagramação

A capa é, na minha opinião, a mais bonita da série! Eu geralmente nem gosto quando mostram rostos nas fotos de capa mas nesse caso achei linda! O resto segue o padrão do resto da série com diagramação limpa e simples.

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Eu e os romances de época temos uma relação bem esquisita. Eu vejo as capas, leio as sinopses e acabo depositando altas expectativas. Mas durante a leitura poucos romances realmente me cativam ou trazem alguma coisa diferente. Eu já li alguns livros dessa série escrita pela Mary Balogh mas até hoje meu romance de época favorito foi o único que eu li escrito pela Loretta Chase, o clássico e super amado, O Príncipe dos Canalhas. Esse sim tinha um ar divertido, diálogos rápidos e inteligentes.

De qualquer maneira depositei minhas esperanças de novo em Ligeiramente Perigosos pois mais uma vez a capa e a sinopse me chamaram atenção. A leitura foi tão leve e interessante como os livros anteriores (que eu li) da série. Mas não sinto que tenha trazido nada novo. Senti que eu estava lendo mais do mesmo.

Acho um desperdício que as autoras se apeguem a uma fórmula específica e deixem de explorar outras possibilidades. As mocinhas sempre têm os mesmos traços de personalidade e os “galãs” são sempre ricos, poderosos, rudes e grosseiros. A escrita é boa, a qualidade e o talento das autoras é notável mas por razões que todos conhecemos ($$$) escolhem repetir a mesma fórmula. É difícil condenar, né? Talvez eu faria a mesma coisa no lugar delas (ainda mais com a pressão das editoras).

“A Sra. Derrick espalhava luz, apesar das sombras que ele vira nela de relance.”

Eu acabo me divertindo durante essas leituras mas não consigo calar a vozinha dentro de mim me incitando a usar o meu tempo para ler alguma coisa que traga novidade e que me agregue algo interessante.

Essa resenha saiu mais como uma reflexão de sobre as escolhas de leituras que fazemos, como usamos nosso tempo, o mercado editorial e gosto literário. Se você gostou dos outros livros da série Os Bedwyns COM CERTEZA vai gostar desse. Acho que acabaram guardando o melhor para o final ou, talvez, a autora tenha se aperfeiçoado com o tempo. Os personagens são “ligeiramente” mais interessantes (segura esse trocadilho!) e o enredo corre mais naturalmente. Mas esteja avisado, é tudo bem parecido com tudo que você já leu de romances de época!

Pontos positivos: leitura rápida e leve.
Pontos negativos: bem parecido com todos os outros volumes das série.

You Might Also Like