web analytics

Resenha: Apenas Um Dia

By May 17, 2015 livros

Resenha: Apenas Um DIa

Livro: Apenas Um Dia
Autor: Gayle Forman
Editora: Novo Conceito
Rating: <3
Skoob
Goodreads


Sinopse
A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida.
Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro… Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.


Capa & Diagramação

Capa e diagramação interna perfeitas! Adorei a simplicidade e a elegância!

Resenha: Apenas Um DIa

Personagens, Enredo & Impressões gerais

A Gayle Forman não para de me surpreender! O primeiro livro que li dela, Se Eu Ficar, não me agradou em praticamente nenhum aspecto. A Novo Conceito me enviou o segundo sem eu pedir. Ele era fininho, a capa era bonita e resolvi ler. Gostei bastante! Parece que eu tinha lido uma autora diferente!

Novamente a Novo Conceito me enviou de surpresa o Apenas um Dia. Simpatizei com a capa logo de cara mas ele ficou atrás de vários outros livros na minha lista de leituras. Até que em um desses feriados peguei essa leitura.

Resenha: Apenas Um DIa

O livro está longe de ser perfeito mas os defeitos dele são tão pequenos diante das qualidades, de como ele me fez refletir sobre mim mesma, sobre o valor de pequenos momentos, sobre depressão, sobre tomar a dianteira da sua própria vida, correr atrás do você quer, sobre estrutura familiar e como isso reflete em cada um de nós, dentre outras coisas. Tá vendo? Me identifiquei com alguns dramas trazidos por essa leitura e outros, apesar de não estarem presentes na minha vida, me levaram a reflexão.

O livro tem seus altos e baixos. Em um certo momento parece que se passam vários capítulos sem progresso algum da história. E acho que isso foi de certa forma intencional pois durante essa fase, a própria personagem se sente encurralada, sem saber o que fazer, desanimada com tudo. Os altos e baixos refletem bastante realidade já que nem sempre estamos por cima da situação e no controle de tudo. Nos sentimos fracos, impotentes e desmotivados em vários momentos. E necessitamos desses momentos para que tomemos impulso para a ação.

A personagem fica sim meio chata durante essa fase. Mas isso mais uma vez só reflete a realidade introduzida pela autora nessa ficção. Porque sejamos sinceras, alguém aí fica super simpática, linda e divertida durante uma depressão? Acho que não né!

“Parte de mim sabe que mais um dia não servirá para nada além de postergar o coração partido. Mas outra parte de mim pensa diferente. Nascemos em um dia. Morremos em um dia. Podemos mudar em um dia. E podemos nos apaixonar em um dia. Qualquer coisa pode acontecer em apenas um dia.”

O personagem de Willem me fez me apaixonar e sentir muita raiva e frustração ao mesmo tempo. Ele é super misterioso mas dá para perceber que ele tem que lidar com várias “nóias” da sua própria vida.

Allyson passa por tantas coisas diferentes e me fez sentir cada uma de suas emoções junto. Sentimos raiva, saudade, amor, angústia, impotência, desânimo, novas amizades chegando, antigas amizades indo, aquela necessidade de se reinventar, a pressão da escolha da carreira e de atender às expectativas.

Resenha: Apenas Um DIa

Foi lindo vê-la passar por momentos difíceis e tomar decisões para mudar sua situação. Foi lindo vê-la crescer como mulher e sem medo de encarar o que a vida poderia lhe trazer. O final me deixo sem ar!

A continuação do livro se chama Apenas um Ano, foi lançado pela Novo Conceito, e traz a perspectiva de Willem sobre esse período. A Gayle Forman gosta disso né?! Ouvi dizer que tem um conto publicado pela autora intitulado Just One Night! Vou procurar AGORA!

Você vai gostar se: gosta de romance, personagens que precisam se encontrar, se reinventar.
Não leia se não gosta de: crise, depressão, mistério, altos e baixos.
Ideias centrais: romance, viagens, Paris, Amsterdã.

You Might Also Like

Top 5: Últimos filmes legais que eu assisti #6

By May 10, 2015 filmes e séries, top 5

Gente! Só assisti romances ultimamente! Eu até assisti filmes de outros gêneros mas não gostei e acho que nem vale a pena comentar.

1. Os Últimos 5 Anos

Top 5: Últimos filmes legais que eu assisti #6 Eu não sou a maior fã de musicais mas o que são bons são bons e pronto! Esse musical trouxe poucos momentos vergonha alheia e letras bem rápidas e inteligentes!
As cenas e a atuação foram bem naturais e por isso não deu aquele ar forçado que musical geralmente tem, sabe?

IMDB | TRAILER (não achei o trailer legendado)

2. Simplesmente Acontece

Top 5: Últimos filmes legais que eu assisti #6 Foi mais ou menos legal. Amo a Lily Collins mas odeio os vários momentos vergonha alheia que o pessoal tanto gosta de ler/assistir. Tem mais desencontros do que eu estava disposta a aguentar mas no geral foi uma boa diversão.

IMDB | TRAILER

3. Barefoot

Top 5: Últimos filmes legais que eu assisti #6 Romance com aventura e um par romântico que eu não botava fé. No geral foi bem divertido e leve.

IMDB | TRAILER (não achei o trailer legendado)

4. Antes do Pôr-do-Sol

Top 5: Últimos filmes legais que eu assisti #6 Gostei mais do primeiro mas amo o estilo dessa série de filmes! Amo a naturalidade, as cenas longas e os diálogos super realistas! É um estilo único que eu acho que todo mundo deveria conhecer!

IMDB | TRAILER

5. Um Porto Seguro

Top 5: Últimos filmes legais que eu assisti #6 Romance água com açúcar e uma pitadinha de tragédia como só Nicholas Sparks consegue fazer. Amei esses atores! O casal ficou muito fofo!

IMDB | TRAILER

You Might Also Like

Resenha: Piscina Já!

By April 30, 2015 livros

Resenha: Piscina Já!

Livro: Piscina Já!
Autor: Luiz Antonio Aguiar
Editora: Biruta
Rating:
Skoob


Sinopse
Era um Brasil bem diferente.
Um país debaixo de Ditadura.
Tem gente que não conheceu esses tempos e nem imagina como foi. Era dureza, chumbo grosso. O Brasil estava um breu na época. E mesmo assim a garotada do Condomínio da Colina partiu para a briga contra a repressão.
E foi uma aventura dessas que quem viveu nunca esquece!
Como foi? No que deu?…
Está contado aqui… em Piscina Já!
Uma viagem para um tempo em que gente como a gente lutou – de várias maneiras – pela liberdade!


Capa & Diagramação

Eu já sabia da fama da Editora Biruta de ter livro esteticamente impecáveis e tudo se confirmou quando eu recebi o primeiro livro de parceria deles junto com dois catálogos lindos.

O formato e a encadernação estão perfeitos e as ilustrações exercem um papel tão importante nessa publicação quanto o texto.

Resenha: Piscina Já!

Personagens, Enredo & Impressões gerais

O livro é narrado por uma garota de 11 anos que vive no Rio de Janeiro com sua família. Dentre as brincadeiras da garota com sua turma numa vizinhança da classe média carioca o personagem que se destacou, para mim, foi o tal do Tio Zeca.

Resenha: Piscina Já!

O Tio Zeca é um cara jovem, simpatizante do Che Guevara, que apresentou Beatles para a molecada mas que um dia simplesmente sumiu.

O enredo se desenrola enquanto participamos dessa história pela visão da menina e “assistimos” como a família lida com o sumiço de Zeca e, ao mesmo tempo, como a repressão militar acontecia de formas diferentes em lugares diferentes. Até mesmo no Condomínio da Colina onde a família ia passar as férias e feriados a vizinhança foi afetada pela repressão e pelo medo.

Resenha: Piscina Já!

Piscina Já! é muitíssimo indicado para leitores de qualquer idade já que o livro trata de um tema que deve ser explorado tanto para quem conhece e viveu nessa época quanto para a galera mais jovem.

“- Ele é general – disse a Zuzu. – Eles mandam no Brasil. Então mandam aqui no condomínio também.”

Adorei a bordagem leve e sutil de um tema tão delicado e trágico. O livro é triste mas a narração da um tom de jovialidade e leveza sem igual!

Resenha: Piscina Já!

Você vai gostar se: enredos simples, leituras rápidas, Brasil nos anos 80.
Não leia se não gosta de: ponto de vista infantil.
Ideias centrais: Ditadura Militar, infância.

You Might Also Like

TOP 5: Livros que mudaram minha vida

By April 18, 2015 top 5

Oi Romantics!

Dei uma sumida porque peguei uns freelas no fim de semana (chaching!) mas agora vai voltar tudo ao normal.

Nesse mês, o Rotaroots propôs aos blogueiros um meme sobre os 3 livros que mudaram a sua vida. Os livros que mudaram a minha vida não são clássicos da literatura e podem nem ter impactado tanto seus leitores. Mas eles se encaixaram em um momento da minha vida em que eu estava aberta as reflexões que as obras trouxeram e provavelmente eles me agregaram valores que eu carecia naquele momento, ainda que inconscientemente.

TOP 5: Livros que mudaram minha vida

1. Harry Potter e a Pedra Filosofal – J.K. Rowling
Esse livro mudou minha vida pois foi o primeiro de uma série que incentivou meu interesse pela literatura, me divertiu por muitas e muitas horas, me trouxe amigos incríveis e me incutiu valores e ensinamentos para a vida toda.

2. Convergente – Veronica Roth (comentário)
O começo da série se mostrou como uma distopia tão divertida de ler quanto qualquer outra. Porém a medida que a série progrediu eu percebia na personagem da Tris valores, formas de pensar e atitudes que me faltavam. Ver/ler Tris defendendo seus ideais, se sacrificando em prol dos mais fracos, lutando pelo que acreditava, cometendo erros e tentando corrigi-los me inspira e me dá forças a fazer o mesmo.

3. Sonhe Mais – Jai Pausch (resenha)
Esse livro foi escrito pela viúva de Randy Pausch após dua morte. Randy era um cara muito bem sucedido que morreu de câncer e lutou contra a doença por vários anos. Sabendo que morreria logo Randy planejou tudo para que o impacto da sua morte fosse o menor possível para sua família.

É um livro super triste mas que me ensinou a ser mais positiva, aproveitar mais os pequenos momentos e a lidar com a morte de maneira mais natural. Tudo isso requer uma luta diária e é por isso que tenho essa família como inspiração e de volta e meia gosto de assistir palestras e entrevistas de Randy no YouTube.

4. Olhe Nos Meus Olhos – John Elder Robison
Eu não sabia nem metade das coisas que esse livro me ensinou sobre Síndrome de Asperger, sobre autismo, sobre diferenças e sobre como nós não sabemos nada uns dos outros. O trunfo desse livro, para mim, é se colocar no lugar do outro e sobretudo dar chances para que as pessoas mostrem seu valor.

5. Violetas na Janela – Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho
Foi o primeiro livro espírita de muitos que acabei lendo mais tarde. Li uma cópia emprestada pela minha avó já que desde cedo ela percebia e alimentava meu amor pela literatura. É um ótimo livro para jovens que queiram aprender sobre a religião pois é bem suave e traz muitas informações interessantes para os iniciantes.

You Might Also Like

Resenha: O Encantador de Flechas

By April 5, 2015 livros

Resenha: O Encantador de Flechas

Livro: O Encantador de Flechas
Autor: Renan Carvalho
Editora: Novo Conceito
Rating:
Skoob
Goodreads


Sinopse
Imersa em uma ditadura ideológica, a isolada cidade de Acigam sofre com a ameaça da guerra civil. De um lado, a Guilda, um grupo que usa os ensinamentos da Ciência das Energias para exigir os direitos da população. Do outro, um governo tirano, com soldados especialistas em aniquilar magos, nome vulgar dado aos praticantes de tal ciência. No meio desse conflito vive Leran, um garoto prestes a se formar na escola e não sabe qual futuro pode ter em uma cidade como Acigam. Após o envolvimento dos membros de sua família na rebelião, ele percebe que também está fadado a participar da guerra e vive uma aventura alucinante para descobrir mais sobre a misteriosa ciência que permite encantar objetos com a energia dos elementos. Leran deverá conciliar suas preocupações com a irmã mais nova, a recente vida amorosa e o medo de ser capturado pelos terríveis silenciadores.


Capa & Diagramação

A capa não me chamaria atenção numa livraria mas ao longo da leitura fui percebendo o valor dos detalhes na ilustração. Porém continuei não gostando símbolo inserido no título.

Resenha: O Encantador de Flechas

Personagens, Enredo & Impressões gerais

Dentre os livros enviados pela Novo Conceito em março decidi pegar esse só porque não estava com vontade de ler nenhum dos outros dois. Tinha 0% de expectativa e já comecei a ler com pé atrás porque estatisticamente falando a chance de eu gostar de algum livro nacional é pequena.

Vocês sabem que eu fico muito feliz com o espaço e o valor cada vez maior dado aos autores nacionais mas a maioria das obras ainda não tem condição de competir com os autores lá de fora.

Resenha: O Encantador de Flechas

O gênero de literatura fantástica é um dos meus favoritos e depois de ter lido vários livros do mesmo estilo não é fácil achar um que não caia na mesmice.

O Encantador de Flechas foi uma surpresa muito grande! Esse autor é muito habilidoso em prender a atenção do leitor e acender a avidez por ler mais uma página, mais um capítulo, mais, mais, mais.

A escolha dos nomes dos personagens, da cidade, das magias e etc foi bem isenta de “brasileirisses” como já é esperado de autores nacionais e que me incomodam. O Renan desenvolver todo o universo de Supernova sem inserir regionalismos.

“O fato é que quando é necessário lutar para comer, a vontade de lutar por liberdade fica em segundo plano. A briga por direitos só acontece quando nossas necessidades básicas estão sanadas.”

Não posso contar detalhadamente as razões que me fizeram gostar do livro porque vai ser um spoiler atrás do outro. Supernova tem reviravoltas inacreditáveis fazendo com que alguns personagens que antes eram “apaguadinhos” se tornem o centro das atenções. Aconteceu isso com meu personagem favorito e por isso eu não vou contar quem é :P As cenas de combate são incrivelmente boas e, além do romance, são os pontos altos do livro pra mim.

A mescla entre ação, aventura, romance e drama é perfeita! Não perde em nada para os grandes nomes internacionais e eu não me aguento de ansiedade para ler o próximo!

Resenha: O Encantador de Flechas

Você vai gostar se: gosta de reviravoltas, fantasia, distopia.
Não leia se não gosta de: Cassandra Clare, Holly Black.
Ideias centrais: magia, guerra, rebeldes.

You Might Also Like

Novidades: Março

By March 28, 2015 livros, novidades

Oi gente!

Resolvi contar sobre as novidades do mês de maneira diferente em março. Me digam se vocês preferem saber dessas novidades por vídeos ou fotos (ou talvez pelos dois :D).

You Might Also Like